Seja bem-vindo!!!!


Alguém disse uma vez: São as boas garotas que escrevem em diários. As más garotas nunca têm tempo. Eu? Eu apenas quero viver uma vida que irei lembrar. Mesmo que eu não escreva tudo.

Brooke Davis - One Tree Hill


É necessário abrir os olhos e perceber que as coisas boas estão dentro de nós, onde os sentimentos não precisam de motivos nem os desejos de razão. O importante é aproveitar o momento e aprender sua duração, pois a vida está nos olhos de quem saber ver.

Gabriel Garcia Marquez

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

A IMPORTÂNCIA DA MÚSICA NA APRENDIZAGEM

A música na vida do ser humano é tão importante como real e
concreta, por ser um elemento que auxilia no bem estar das pessoas. No contexto
escolar a música tem a finalidade de ampliar e facilitar a aprendizagem do
educando, pois ensina o indivíduo a ouvir e a escutar de maneira ativa e refletida.
DUCORNEAU (1984), o primeiro passo para que a criança aprenda a
escutar bem consiste em permitir que ela faça experiências sonoras com as
qualidades do som como o timbre, a altura e a intensidade, depois disso, estará em
posição de escuta.
A criança que consegue desenvolver pouco a pouco a apreciação
sensorial, aprende a gostar ou não de determinados sons e passa a reproduzi-los e
a criar novos desenvolvendo sua imaginação. A boa música harmoniza o ser
humano, trazendo-o de volta a padrões mais saudáveis de pensamento, sentimento
e ação.
A música afeta de duas maneiras distintas no corpo do indivíduo:
diretamente, com o efeito do som sobre as células e os órgãos, e indiretamente,
agindo sobre as emoções, que influenciam numerosos processos corporais
provocando a ocorrência de tensões e relaxações em várias partes do corpo. Para
GAINZA (1988), a música é um elemento de fundamental importância, pois
movimenta, mobiliza e por isso contribui para a transformação e o desenvolvimento.
A música não substitui o restante da educação, ela tem como função
atingir o ser humano em sua totalidade. A educação tem como meta desenvolver em
cada indivíduo toda a perfeição de que é capaz. Porém, sem a utilização da música
não é possível atingir a esta meta, pois nenhuma outra atividade consegue levar o
indivíduo a agir. A música atinge a motricidade e a sensorialidade por meio do ritmo
e do som, e por meio da melodia, atinge a afetividade.
STEFANI (1987), a música afeta as emoções, pois as pessoas vivem
mergulhadas em um oceano de sons. Em qualquer lugar e qualquer hora respira-se
a música, sem se dar conta disso. A música é ouvida porque faz com que as
pessoas sintam algo diferente, se ela proporciona sentimentos, pode-se dizer que
tais sentimentos de alegria, melancolia, violência, sensualidade, calma e assim por
diante, são experiências da vida que constituem um fator importantíssimo na
formação do caráter do indivíduo.
* Carina de Faveri Ongaro
* Cristiane de Souza Silva
** Sandra Mara Ricci

A música é uma das mais antigas e valiosas formas de expressão da humanidade e está sempre presente na vida das pessoas. Antes de Cristo, na Índia, China, Egito e Grécia já existia uma rica tradição musical. Na Antiguidade, filósofos gregos consideravam a música como “uma dádiva divina para o homem. . .”
        
Segundo historiadores, o fazer musical de uma forma ou de outra, sempre esteve presente nas sociedades, desde as mais primitivas até as atuais. Sem dúvida, o nível de complexidade musical se alterou com o passar do tempo, mas não perdeu a sua característica de reunir pessoas. Hoje se percebe que a música tem a capacidade de aglutinar crianças, jovens e adultos, para cantar, tocar um instrumento, ou ambas. Verifica-se que os jovens se identificam por um mesmo gênero musical, o que lhes dá e reforça a sensação de pertencerem a um grupo, de possuírem um mesmo conhecimento. Assim, podemos afirmar que a vivência musical faz parte do dia-a-dia do ser humano e é muito salutar para o desenvolvimento de trabalhos grupais e que a aprendizagem musical abre portas para outras informações.
        
Antes da criança nascer, ainda no útero da mãe, já demonstra sensibilidade ao ambiente sonoro e responde com movimentos corporais. O ambiente sonoro e a presença da música em diferentes e variadas situações do cotidiano fazem com que bebês e crianças iniciem seu processo de musicalização de forma intuitiva. Vários estudos comprovam a importância da música ao ser humano, especialmente às crianças, em fase de desenvolvimento e aprendizado do mundo.
        
Pesquisas recentes confirmam que até os seis anos é a hora de encher esses ouvidos de harmonia. Não é para formar músicos que a Musicalização vem ganhando espaço nas escolas, sendo incluídas até no currículo. A música ajuda a afinar a sensibilidade dos alunos, aumenta a capacidade de concentração, desenvolve o raciocínio lógico-matemático e a memória, além de ser forte desencadeador de emoções.
        
Cada ser humano que descobre sua voz, fica mais bonito, mais seguro de si e com a auto-estima elevada. Fazer música, principalmente em grupo, no coletivo, traz a noção da importância da ordem e da disciplina, da organização, do respeito ao outro e a si mesmo.     
        
Pensando assim, a música não pode estar desconectada do processo de ensino-aprendizagem da escola. A vivência musical para a criança, em geral é extremamente agradável. Ela aprende novos conceitos e desenvolve diferentes habilidades, melhora a comunicação e desenvolve a criatividade, a coordenação e a memória.  Nos primeiros anos de aprendizagem musical a ciança torna-se mais atenta ao universo sonoro de um modo geral e desenvolve uma atitude de ouvinte, que é muito importante para a apreciação musical e para o relacionamento pessoal.
        
Mesmo nos dias atuais, com toda evolução tecnológica, nada substituirá as cantigas de roda, os jogos musicais, parlendas, atividades que simbolizam a infância pela sua pureza e que contribuem para o desenvolvimento pleno da criança. 
        
“A música é uma força geradora de vida, uma energia que envolve o nosso ser inteiro, atuando de forma poderosa sobre o nosso corpo, mente e coração. Além de alegrar, unir e congregar mensagens e valores, disciplinar e socializar, a música forma o caráter e favorece o desenvolvimento integral da personalidade, o equilíbrio emocional e social” (Profª, compositora e regente Míria Therezinha Kolling).
        
Trabalhar com música na Educação é um fazer artístico. Os ganhos que a prática musical proporciona, seja pela expressão das emoções, pela sociabilidade, pela disciplina, pelo desenvolvimento do raciocínio, são valiosíssimos, e para a vida toda.  
                                                         
                                   Valéria da Silva Roque Fernandes 
Referência Bibliográfica: Gamba, Ana Paula – Alto e bom som – Páginas Abertas N.20/2004 – p.26 a 35.           
 

CONCLUSÃO
Conclui-se que a música está ligada ao ser humano desde muito cedo
e que sem ela o mundo se tornaria vazio e sem espírito.
A musica é uma arte que vem sendo esquecida, mas que deve ser
retomada nas escolas, pois ela propicia ao aluno um aprendizado global, emotivo
com o mundo. Na sala de aula, ela poderá auxiliar de forma significativa na
aprendizagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário